Prefere tutoriais em vídeo? Acesse nosso canal no Youtube: Lista de vídeos 1Lita de vídeos 2 – Lista de vídeos 3 – Lista de vídeos 4

A visão de câmera é um assunto de muita importância.

A câmera sempre revela para você a forma como você e os outros vão ver o resultado do seu trabalho seja na renderização de uma só imagem, ou de uma animação (é… o Blender faz animações, e boas!)

Você pode sim ter mais de uma câmera atuando em sua cena, mas no momento vamos falar de conceitos básicos para em futuro post partirmos para conceitos mais complexos.

A câmera pode ser ajustada de várias maneiras.

Vamos citar aqui algumas delas.

– uma forma prática para ajustar a câmera na sua cena, é você pressionar CTRL + ALT +Q, que leva sua imagem para 4 ângulos diferentes e você pode ver a localização da câmera em cada um.

Com essas quatro janelas disponíveis, você pode movimentar a câmera em cada ângulo, separadamente e achar a melhor vista para os objetos da sua cena, olhando para a janela “Câmera Persp”.

Veja na imagem abaixo como fica.

1

No seu treino aí, divida sua janela como é indicado nas instruções acima e com a câmera selecionada, movimente-a para entender melhor as mudanças que cada ângulo oferece.

Olhando para a janela de “perspectiva de câmera” (camera persp) enquanto movimenta a câmera, permite a você, perceber as mudanças e variações que podem ser feitas.

Outra forma de ajustar a câmera é: estando somente na janela 3D, com a câmera selecionada, pressionar o SHIFT + F…

Para quem tem prática de jogos por exemplo, isso vai ser fácil, pois essa funcionalidade acontece mais ou menos como quando está jogando e pressiona os botões para movimentar o personagem.

Nesse caso, a câmera fica “livre” – camera fly – e você controla usando os atalhos: Depois de SHIFT + F, pressione:

Q: para cima

W: para frente

S: para trás

E: para baixo

D: para o lado direito

A: para o lado esquerdo.

G: Sobe

V: pula

Para quem é novato, recomendo usar a forma anterior até ter mais traquejo para lidar com a câmera.

Fica a seu critério, mesmo porque, para ficar hábil, é necessário arriscar!!

O máximo que pode acontecer é sumir tudo da sua Janela 3D, mas você não precisa se desesperar, pois tem solução para isso…. Pressione SHIFT + C, CTRL + Z e/ ou a tecla HOME.

Vamos ver um pouquinho sobre algumas configurações da câmera no painel de propriedades da câmera.

2

Quando a câmera está selecionada, você vê no painel de propriedades um ícone que é uma câmera. É o 7º ícone a partir da esquerda. Não é o ícone da câmera fotográfica, é o outro!!

1- O primeiro item é o espaço que você pode mudar o nome da câmera. Isso pode não ter significado agora para você, mas no futuro, quando souber usar mais de uma câmera você verá a importância de colocar nomes em várias câmeras.

2- O segundo item (LENS) diz respeito às lentes que podem ser em Perspectiva, Orthográficas, e Panorâmicas. Experimente cada uma delas para observar o efeito que elas produzem na sua cena.

Não esqueça! Antes você precisa ter configurado a visão de câmera na Janela 3D, como orientado acima, senão você não verá nada.

Experimente mudar os números de Focal Lenght para ver o controle sobre a câmera.

Nos sub-itens SHIFT, você muda a câmera de lugar de acordo com os eixos X e Y.

No sub-item CLIPPING, você muda o local a partir do qual a câmera corta (no começo (start) e no fim (end) a cena. Relativo ao espaço de frente e de trás da sua cena.

3- O item CÂMERA (camera presets) apresenta configurações prontas e você pode escolher qualquer delas para experimentar. No entanto, o uso desses presets requer conhecimento dos vários tipos das câmeras especificadas, e é assunto para futuros posts. Deixe como está por enquanto, a menos que você saiba como usar.

4- O item DISPLAY apresenta dados, quando os quadradinhos estão habilitados, que serão apresentados em outros posts, pois servem para vários propósitos. Mas você não deve se abster de clicar neles para ver quais efeitos fazem na câmera.

Já o sub-item “COMPOSITION GUIDE” apresenta uma série de alternativas que vão servir para você localizar seus objetos exatamente em lugares que você queira. Para usar adequadamente esses itens é necessário o conhecimento sobre vários temas, como por exemplo, PONTO FOCAL, entre outros que serão explicados mais tarde.

5- O próximo item SAFE AREAS, faz exatamente isso: mostra para você quais áreas serão garantidamente visíveis na renderização, na impressão, etc. Também é um item melhor compreendido quando você tiver mais conhecimento a respeito do Blender de forma geral.

6- CUSTOM PROPERTIES é um item que só lhe será útil se você conhecer a linguagem de programação que o Blender usa (Python)

7- DEPTH OF FIELD significa profundidade de campo e é usada para dar aquela ideia de desfoque que acontece quando vemos uma cena composta de vários elementos e o olho humano foca em determinado lugar e esvanece outros. Outro item que você entenderá melhor depois.

Índice

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *