blender-append-link-8

Prefere tutoriais em vídeo? Acesse nosso canal no Youtube: Équilibré Cursos no Youtube!

Mais duas funcionalidades do Blender para melhorar seus projetos.

As duas palavras podem sugerir sinônimo (na nossa língua, pelo menos), mas há diferenças fundamentais entre as duas.

É interessante notar que, quanto mais você guarda seus projetos, cenas, ou mesmo pequenos objetos que você tenha feito no Blender, mais vantagens de reaproveitá-los você terá.

Link & Append tratam principalmente de reaproveitamento de objetos, cenas, animações que você já tenha feito, guardou e, um dia percebeu que poderia usar novamente.

Isso nos leva a uma importante ideia: fazer uma biblioteca de objetos: por mais bizarras que sejam suas primeiras tentativas no Blender, guarde-as.. faça um arquivo separado para cada objeto e chame o conjunto de Biblioteca!!

Se você não usar novamente projetos, objetos guardados, no mínimo essa biblioteca vai servir para você observar seu desenvolvimento, aprendizado.

Vamos ver separadamente cada uma delas;

Começando por “Append, ou Anexar”.

Supondo que você tenha uma cena como a mostrada abaixo, uma mesa de sala de estar, e quer melhorar, colocar um bule, umas xícaras….

blender-append-link-1

1-primeiro passo é clicar em File> Append.

2-o Blender o encaminhará para o seu browse.

3-pronto! Está na hora de aproveitar os arquivos guardados. Escolha um que queira usar para a cena atual.

4-quando você achar o arquivo que quer, a próxima escolha que fará vai ser sobre “object”, como mostra a imagem abaixo:

blender-append-link-2

Comentário à parte: lembra, quando disse que é importante nomearmos os objetos e de forma significativa? Bem, aí está um exemplo: as duas colunas de nomes são objetos que se encontram nesse projeto e, jamais eu saberia escolher agora (o que está selecionado), se tivessem sido nomeados pelo Blender.

blender-append-link-3

Bem, o que interessa na imagem ao lado é o caminho a tomar: a partir do nome do arquivo, selecione os objetos que quer reaproveitar em append e clique em Append from Library conforme indicam as setas da esquerda para a direita.

O Blender agora retornará ao arquivo de origem com os objetos em cena;

Coisas estranhas podem acontecer:

1-você não vê os objetos;

2-você vê sua janela 3D totalmente tomada, ou do mesmo jeito de antes, sem os objetos que importou, etc

Deixa explicar:

Os objetos que você importou de outro arquivo podem:

1- não estar do mesmo tamanho dos objetos do arquivo atual.

2- estar em outras layers no arquivo de origem e, o Blender coloca esses objetos na mesma layer em que eles estavam originalmente.

Então:

1-se originalmente os objetos são muito maiores, ou muito menores do que os objetos do arquivo atual, ou você não os verá imediatamente, ou eles (de tão grandes) tamparão sua visão, fazendo você pensar: “o que é que está acontecendo?”

Não se desespere: para esse caso, pressione SHIFT + C, que os objetos recém-transportados aparecerão selecionados na cena.

2-no segundo caso (layers diferentes) observe a caixinha de layers e habilite-as, ou use as instruções já dadas para transportar os objetos para a layer que queira.

Pronto! Agora você já pode aproveitar objetos construídos antes em um projeto atual.

As funções, modificações que você tinha no arquivo original, você também tem nos objetos, agora no arquivo atual.

Tudo o que você manipulava (GRAB, SCALE, ROTATION) no arquivo original, você pode continuar fazendo agora no arquivo atual com os objetos importados e, você também pode editar o objeto indo para o Modo Edição.….agora você pergunta: mas isso não é obvio?… sim, para append.

Aí está a diferença entre APPEND & LINK.

Vamos falar sobre LINK agora!!

blender-append-link-4

Novamente, o Blender irá para o browse, e você escolherá o arquivo do qual quer extrair os objetos, da mesma forma de antes.

Agora, ainda como antes, vá até Objects e o que começa a mudar é que você pressionará o botão: LINK FROM LIBRARY.

blender-append-link-5

Veja na imagem acima:

Da mesma forma que em Append, as “coisas estranhas” podem acontecer com seus objetos, mas você pode usar os mesmos procedimentos já relatados para resolver a questão.

Agora, você vê que os objetos trazidos do arquivo original, para o seu arquivo atual são selecionados com uma linha azul, ao invés da usual amarela.

A grande diferença entre Append e Link está aí… não só na cor da linha em torno dos objetos transportados, mas também nas funções que o Link permitirá fazer.

Veja que o gizmo com os eixos não aparece no objeto linkado. Isso significa, a princípio que você não pode movê-lo. Experimente agora, rotacionar, e escalar o(s) objeto(s) linkado(s)… verá que, nessas condições não pode fazê-lo.

Você não pode mover os objetos que estão sob a condição de link, pois sua posição é definida no objeto de origem.

No entanto, se quiser pode duplicar o objeto SHIFT + D e esses objetos (antes linkados – ligados ao objeto original) terão disponíveis agora as funções de rotação, scale e grab como um objeto do arquivo de origem (esse que você está trabalhando agora).

Nesse caso você pode mudar individualmente cada objeto sem precisar recorrer ao arquivo original.

Outra opção para manipular os objetos individualmente é usar o caminho, como ilustra a imagem abaixo:

blender-append-link-6

A seleção dos objetos ainda estará em azul, e clicando em Object > Make Local> Selected Objects, os objetos se tornarão editáveis no arquivo local.

No entanto, eles só serão editáveis no Modo Objeto (somente Rotação, Scale, Grab) e você não conseguirá editá-los no Modo Edição, sendo ainda necessário para isso voltar ao arquivo original.

Pode haver dúvida da utilidade dessa funcionalidade do Link, mas acho que mais para frente você entenderá melhor.

Como já foi dito, se no arquivo atual, você usa uma janela num edifício de muitos andares que é um link de outro arquivo, vamos supor que você tenha 50 janelas.

Aí, seu parceiro, ou seu chefe pede para mudar detalhes dessa mesma janela…

Se você tiver usado append, terá que fazer manualmente todas as 50 janelas.

Se você tiver usado link, você simplesmente volta para o arquivo original, modifica uma única janela e… voilá!! Todas as janelas do seu arquivo de origem terão mudado de uma vez só.

E na imagem abaixo, você vê os objetos Linkados, e colocados no lugar devido!!

blender-append-link-7

Índice

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *