Mist, em português significa névoa, e sim, o Blender tem condições de oferecer essa impressão para suas cenas.

No renderizador interno do Blender vamos ver agora algumas características de mist.

Serve para dar um humor especial à cena. Pode ser um ar de montanha, de mistério, pode ser que você se sinta em Londres no tempo de Jack The Ripper, ou em São Paulo mesmo no inverno em alguma barzinho, de madrugada… e, na verdade existem muitos lugares que em determinada estação, oferecem esse ar de névoa.

Para o Blender, os efeitos de névoa vão depender do tamanho de sua cena, de quantos e quais objetos existam nela, da iluminação, etc.

O que vou passar para você é um exemplo, e depois é preciso fazer novos experimentos com outros tipos de cenas.

Vejamos algumas configurações de mist no World Editor:

blender-world-editor-mist-1

Vamos por partes com relação às configurações.

Os itens START e DEPTH, estão diretamente relacionados com a distância entre a câmera e o objeto.

Por essa razão, é interessante selecionar a câmera. Vamos à janela de propriedades e selecionamos o ícone câmera.

Logo abaixo, no item display das propriedades de câmera temos o item Mist que, por padrão vem desativado. Habilite-o. Veja na imagem abaixo.

blender-world-editor-mist-2

Habilitando Mist na janela de propriedades de câmera, você obtém um controle interessante dessa relação que se estabelece entre a câmera e o objeto.

Para exemplificar isso vamos à imagem abaixo:

blender-world-editor-mist-3

Na imagem acima, a câmera está selecionada, mist está habilitado, e isso permite identificar onde começa e onde termina a ação de Mist na cena.

START: onde começa a névoa.

DEPTH: onde termina a névoa. Profundidade dela.

Na imagem abaixo, coloquei uma cena com algumas configurações de mist para START E DEPTH.

Sugiro que tente várias outras combinações para entender como funcionam tais controles. Paper Sky, Blend Sky e Real Sky, também atuam, fazendo modificação das cores de mist. use-os também para treinar.

blender-world-editor-mist-4

Faça também variações dos números em START e DEPTH, para ter mais controle sobre a atuação da névoa na sua cena.

Lembre-se: como a relação é com a câmera, focalize sempre sua imagem com a câmera para ver o resultado.

Agora vamos falar sobre os outros itens de Mist: MINIMUM E HEIGTH;

MINIMUM: tem relação com a intensidade da névoa.

HEIGTH: controla quanto a densidade da névoa decresce com a altura.

blender-world-editor-mist-5

Acima, a renderização da imagem com mist desligado.

Abaixo, a renderização da imagem com mist ligado e com as configurações destacadas em branco.

blender-world-editor-mist-6

Uma terceira configuração, destacada em branco na imagem abaixo.

blender-world-editor-mist-7

E sugiro que mude o falloff (métodos de deslocamento) para ver mais variações possíveis!!

E não se esqueça que para cada cena você terá que estudar qual a melhor configuração, pois depende da distância da câmera ao seu objeto.

Para o renderizador Cycles esse tema fica para lições futuras.

Índice

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *